Encontro FEA 2013 em Zurique


Decorreu de 12 a 14 de Abril, em Zurique, um encontro da Federação Europeia de Aikido. Tendo sido designado pela Comissão Técnica da Federação Portuguesa para representar Portugal na comissão técnica da FEA, participei tanto nos treinos que decorreram durante o encontro, como nos trabalhos da CT.

A minha designação pela CT da Federação Portuguesa de Aikido para representar Portugal no encontro da FEA constituiu, só por si, uma grande surpresa. A FEA, ao contrário do que pode parecer pelo nome, não é um federação europeia no sentido de englobar todas as tendências do aikido europeu. Ela apenas tem no seu seio federações nacionais da linha Aikikai. Esta situação coloca a participação portuguesa numa situação estranha. Primeiro porque a FPA não é constituida apenas por associações Aikikai, congrega todas as linhas existentes em Portugal; segundo porque o presidente da FEA é o presidente da FPA, terceiro porque o representante de Portugal na Comissão técnica, não é Aikikai.

A minha presença e a presença da FPA são de certa forma uma perturbação. Esta perturbação verificou-se pelo sentimento de estranheza manifestado pelos delegados dos diversos países ao tomarem conhecimento do modelo plural da federação portuguesa. Nos seu rostos estava estampada uma questão não verbalizada: «como é que tal impossibilidade foi possivel?». Apesar do Aikido se afirmar como um caminho de «união» e «harmonia» o que tem prevalecido na sua história tem sido muito mais a «separação» e a «desunião». A FPA é por isso um exemplo único no mundo, mas um exemplo que não será tão cedo um modelo a ser seguido.

Mas, a rigor, a FEA também não é uma federação Aikikai, pois algumas linhas Aikikai não são aceites, nomeadamente a linha Aikikai de Tissier; ela é uma federação Aikikai/Tamura. A FEA foi criada pelo Mestre Tamura e é em torno da sua memória que ela hoje tem existência. Isto foi dito por um dos seus alunos mais graduados Claude Pellerin em resposta a uma questão levantada pelo sérvio Mirko Jovandic: «O que é hoje a FEA?» A resposta de Pellerin foi: «A FEA é o Mestre Tamura!».

 


A prática do Aikido que decorreu nos mesmos dias foi orientada por Didier Venard - 6º dan da «Fédération Suisse d' Aikido» (nestes encontros, uma das aulas é orientado por um professor do país organizador), por Mirko Jovandic da «Aikido Union of Serbia» e por Claude Pellerin da «Fédération Française d'Aïkido et de Budo».

Não tive consciência se durante os trabalhos da CT os delegados dos outros países se aperceberam que o representante português não era Aikikai, provavelmente deram-se conta disso apenas mais tarde ao pesquisarem na internet. No entanto no tatami devem ter percebido. O Mestre Tamura, com quem fiz vários estágios, tinha uma forma peculiar de ensinar. Fazia com todos os praticantes, mas não se limitava a projectá-los, ele mesmo os atacava e pedia para lhe fazerem técnicas. O Mestre Tamura bloqueava e resistia até que o outro encontrasse o caminho certo.

Neste encontro na Suiça os alunos mais graduados do Mestre Tamura imitavam-no neste método. No entanto apercebi-me de uma grande diferença: enquanto o Mestre Tamura bloqueava de uma forma pedagógica, os seus alunos mais velhos pareciam-me bloquear para mostrar uma certa superioridade. Claro que por respeito aos mais velhos os mais novos são bloqueados sistematicamente mas nunca bloqueiam. Mas eu como não sou discípulo de nenhum destes altos graduados que imitam o Mestre Tamura, respondi do mesmo modo, quando Didier Vernard e Claude Pellerin se dirigiram a mim bloqueando eu fiz como eles mostraram, bloqueei também.

O mestre Tamura foi alguém muito especial. Tive oportunidade de estar com ele no Tatami e de jantar com ele várias vezes. O que vi nele foi a liberdade de movimento, a capacidade perfeita de adaptação, a utilização, de forma cirúrgica, dos movimentos e tensões do uke, por mais pequenas que fossem. Certamente os seus discípulos não honram o seu ensinamento e a sua memória com este tipo de imitações.

18 de Outubro de 2013
Manuel Galrinho

link para o artigo: http://deaikai.com/artigos/encontro_FEA.html
    (home)